Confesse


download N° de páginas: 318
Autora: Colleen Hoover

Sinopse: Auburn Reed perdeu tudo que era importante para ela. Na luta para reconstruir a vida destruída, ela se mantém focada em seus objetivos e não pode cometer nenhum erro. Mas ao entrar num estúdio de arte em Dallas à procura de emprego, Auburn não esperava encontrar o enigmático Owen Gentry, que lhe desperta uma intensa atração. Pela primeira vez, Auburn se vê correndo riscos e deixa o coração falar mais alto, até descobrir que Owen está encobrindo um enorme segredo. A importância do passado do artista ameaça acabar com tudo que Auburn mais ama, e a única maneira de reconstituir sua vida é mantendo Owen afastado.

Como não se encantar com as histórias da Colleen? Impossível não se apaixonar. É o terceiro livro que leio da autora, os outros dois foram Nunca Jamais e Nunca Jamais – parte 2, e eu simplesmente fiquei encantada, com vontade de terminar logo a leitura para saber o que iria acontecer, e ao mesmo tempo, querer não terminar para poder aproveitar um pouco mais da história.

No “Confesse”, a autora conta a história de Auburn Reed, uma garota determinada e muito forte, que logo completará 21 anos de idade. Depois de ser obrigada a mudar de cidade e ao procurar um emprego, Auburn se depara com um estúdio de artes em Dallas, onde tinha um anúncio que estava precisando de alguém para trabalhar. Imediatamente, Auburn, mesmo um pouco indecisa, entra no local e encontra Owen Gentry, um rapaz que deixou uma primeira impressão estranha. Mas aos poucos, eles vão se conhecendo mais e mais e gostando cada vez mais das qualidades e defeitos um do outro. Porém, como nada é perfeito, um policial nada legal vai fazer de tudo para afastar Owen de aurbun, o que é triste demais.

Quanto mais conhecemos Owen, mais amamos cada pedacinho dele, e quanto mais ficamos sabendo do passado de Auburn, mais torcemos para que os dois fiquem juntos, já que eles se merecem.

Também fiquei encantada com a ideia dos papéis deixados no estúdio de Owen. E, claro, a ideia genial que ele tem depois que recebe eles. Alguns nada legais, mas outros adoráveis. Com certeza este livro entrou na minha lista de favoritos.

Frases do livro ♥♥♥

“A verdade faz menos sentido do que a mentira, e eu nem sei com qual devo lidar.”

“Ela é como a luz, involuntariamente iluminando os cantos mais sombrios da alma de um homem.”

“– Eu amarei você para sempre. Mesmo não podendo. – E eu amarei você para sempre. Mesmo não devendo.”

20180122_164844

20180115_230715.jpg

Anúncios

No seu olhar

126102379_1GGAutor: Nicholas Sparks
N° de páginas: 417

Sinopse: Filha de imigrantes mexicanos, Maria Sanchez é uma advogada inteligente, bonita e bem-sucedida que aprendeu cedo o valor do trabalho duro e de uma rotina regrada. Porém um trauma a faz questionar tudo em que acreditava e voltar para sua cidade natal, a pequena Wilmington. A cidade também é o lugar que Colin Hancock escolheu para se dar uma segunda chance. Apesar de jovem, ele sofreu mais violência e abandono do que a maioria das pessoas. Também cometeu sua parcela de erro e magoou mais gente do que gostaria. Agora está determinado a mudar de vida, tornar-se professor e dar às crianças o carinho e a atenção que ele próprio não teve. Colin e Maria não foram feitos um para o outro, mas um encontro casual durante uma tempestade mudará o rumo de suas histórias. Ao confrontar as diferenças entre os dois, eles questionarão as próprias convicções. E ao enxergar além das aparências, redescobrirão a capacidade de amar. Porém, nessa frágil busca por um recomeço, o relacionamento deles é ameaçado por uma série de incidentes suspeitos que reaviva antigos sofrimentos. E quando um perigo real começa a se impor, Colin e Maria precisam lutar para que o amor sobreviva. 

Olá, galerinha mais amada do Brasil! A resenha de hoje é sobre uma história de amor, com uma pitada de ação e muito suspense. Difícil acreditar que um livro do tio Nicholas seja assim, já que geralmente temos histórias de amor sofridas. Pois é, “No seu olhar” o escritor trás a história de uma advogada, a Maria Sanchez, que conhece um rapaz totalmente diferente dela, o Colin Hancock.

Sempre no seu cantinho, tímida e muito dedicada, Maria conhece Colin quando ela estava parada, tentando resolver um probleminha no carro, diante de uma chuvarada. Colin, rapaz sério, com um bom coração, mas muito impulsivo e, digamos que, explosivo. aparece para ajudar. Maria só queria distância dele, já que a aparência de Colin não era das melhores. Com o olho roxo por causa de uma briga, Colin parecia mais um bandido do que o que ele realmente é, um cara gente boa pra caramba!

Graças a uma ajudinha da irmã Selena, Maria se aproximou de Colin e aí o amor começa a aparecer. Porém, durante esse início de romance, Maria se vê em uma situação de risco, já que alguém está ameaçando ela e muitos acontecimentos no seu trabalho vão deixar Maria de cabelo em pé. Colin, todo protetor, vai fazer o possível e o impossível para proteger sua amada.

Outros dois personagens que eu achei fofíssimos foram Evan e Lily, um casal extremamente amado!

Colin surpreende qualquer um pela coragem, pelo bom coração e por ser uma pessoa protetora – até demais.

Diferente dos outros livros, onde já sabíamos o que esperar do autor, No seu olhar foi uma surpresa, já que eu não imaginava o que iria acontecer, somente nas últimas páginas que entendemos o “x” da questão. Por isso, neste livro, nada de tristeza e nada de história melancólica. ‘Certo‘, não preciso nem dizer que recomendo, né?

Frases do livro

Colin era.. magnético. Era a palavra que havia saltado em sua cabeça enquanto tomava banho.

– Você é um homem interessante, Colin.
– Tem sido uma vida interessante – admitiu ele. – Mas você também é interessante.
– Acredite, sou a pessoa menos interessante do mundo.
– Talvez. Talvez não. Mas você ainda não fugiu de mim.
– Ainda posso fugir. Você é meio amedrontador.
– Não, não sou.

Pela primeira vez em muito tempo pensou em ligar para os pais. Não sabia por quê, mas presumiu que tivesse a ver com o modo como Maria falava sobre os pais dela e como se davam bem. Imaginou como sua vida poderia ter sido diferente se ele fosse criado numa família como a dela.

20171112_103145

A Árvore dos Anjos

download (1)N° de páginas: 493
Escritora: Lucinda Rikey

Sinopse: Trinta anos se passaram desde que Greta deixou de morar no solar Marchmont, uma bela e majestosa residência na região rural do País de Gales. A convite de seu velho amigo David, ela decide retornar ao lugar para comemorar o Natal. Porém, devido a um acidente de carro, Greta não tem mais lembranças da época em que vivia na propriedade, assim como de boa parte de seu passado. Durante uma caminhada pela paisagem invernal de Marchmont, ela encontra uma sepultura no bosque, e a inscrição na lápide coberta de neve se torna a fagulha que a ajudará a recuperar a memória. Contudo, relembrar o passado também significa reviver segredos dolorosos e muito bem guardados, como o motivo para Greta ter fugido do solar, quem ela era antes do acidente e o que aconteceu com sua filha, Cheska, uma jovem de beleza angelical… mas que esconde um lado sombrio. Da aclamada autora da série As Sete Irmãs, A árvore dos anjos é uma história tocante sobre amores e perdas, sobre como nossas escolhas de vida podem tanto definir quem somos como permitir um novo começo.

Olá, queridos leitores, hoje a resenha é da incrível escritora Lucinda Riley. Não tem como não se apaixonar pelas histórias dela. A árvore dos Anjos não foi o meu livro preferido da escritora, porém, não tem como não se envolver. Diferente dos outros livros, Lucinda nos leva para uma dramática história que envolve mãe, filha, fama e um amor verdadeiro, que, se for possível, esperará a vida inteira para poder ficar ao lado da pessoa amada.

Bom, A Árvore dos Anjos relata a história da pobre Greta que não teve uma vida nada fácil. Depois de engravidar, ela, que imaginava estar com sua vida resolvida, acaba se desmoronando. Mas, graças ao querido David, Grace pode ter a chance de sonhar novamente com uma vida feliz. Mas muitas coisas acontecem anos após Grace dar à luz. Seu mundo, que novamente parecia estar se ajeitando, desaba após um acidente que a faz perder a memória.

Durante muitos anos ela ficou reprimida e escondida em seu próprio mundo, já que não lembrava de nada do seu passado, até, durante a época de Natal, Grace vai passar a data especial em  Marchmont, local que viveu por um bom tempo. E, durante um passeio no bosque da propriedade, ela encontra uma sepultura, que é onde tudo começa a fazer sentido e Grace começa a lembrar coisas de seu passado. Como ela viveu antes de esquecer a memória, como aconteceu o acidente e como David é uma pessoa especial, que sempre esteve ao seu lado.

Durante o desenrolar da história, conhecemos alguns personagens incríveis, como a Ava, linda Ava, que não merece a mãe que tem. Também conhecemos a Cheska, filha da Grace, que vamos confessar, que raiva dessa menina, SENHOR! Quanta coisa ela fez sua mãe passar.

Também conhecemos a amada Mary, que a vida inteira foi a responsável em cuidar da enorme casa em Marchmont. Além, é claro, da fofíssima LJ, mãe do David. O livro realmente é encantador, ótimo para ler e, já vou avisando, é viciante!

Outros livros da escritora ♥♥A Garota do Penhasco – As Sete Irmãs – A irmã da tempestade  – A Irmã da Sombra – A Luz Através da Janela – A Casa das Orquídeas – A Rosa da Meia-Noite – A Garota Italiana

Frases do livro

“Sei por experiência própria que manter o coração trancado num canto, só por ele ter sido ferido no passado, não é a resposta”

“O amor é uma coisa muito estranha, Cheska. Ele pode mudar sua vida, fazer você fazer coisas que, à luz do dia, você saberia que estavam erradas”

86c97f11-193d-44ca-83ca-568930517ceaedb075d9-64a9-4d42-a0e5-ab35e42a7e9f

Agora e Sempre

AGORA_E_SEMPRE_1342475092B N° de páginas: 415
Escritora: Judith McNaught

Sinopse: Em 1815, a americana Victoria Seaton perde os pais em um trágico acidente de carruagem. Seu amigo Andrew, com quem a jovem pretende se casar, está fora do país. Ela e a irmã Dorothy ficam completamente desamparadas, até descobrirem que a mãe pertencera à aristocracia inglesa. As irmãs são forçadas a partir para a Inglaterra para se hospedarem na casa de parentes desconhecidos. Victoria surpreende-se ao conhecer seu primo distante, o lorde Jason Fielding. Disputado pelas mais belas mulheres da alta sociedade, solteiras ou casadas, Jason é um mistério para a jovem. Confusa pela arrogância do rapaz, mas atraída por seu forte poder de sedução, ela percebe que Jason é assombrado por um passado doloroso. 

Simplesmente APAIXONADA pela história da escritora Judith McNaught. Até então, nunca tinha lido seus livros, porém, nunca mais deixarei de ler. Amei, amei e amei. A leitura é fácil e te prende de uma forma incrível!

A história é a seguinte: Victoria Seaton, ao perder os pais em um acidente de carruagem, é mandada para a casa de um primo distante, e a Dorothy, sua irmã mais nova, será enviada para ir morar em outra casa, com sua bisavó, mulher que as duas mal conhecem e é vista como uma pessoa amarga e sem coração. Pois bem, a única forma de ter um lar seria dessa forma, por isso, as duas, mesmo sem querer, acabam se separando.

Ao chegar na casa do primo distante, o lorde Jason Fielding, Victoria se vê em uma prisão com um homem sem sentimentos, mas, disputado pelas mais belas mulheres da alta sociedade, solteiras ou casadas. Com o passar dos dias, Victoria começa a enxergar como realmente é Jason Fielding. Apesar da sua forma de agir, mostrando um homem sem coração, Victoria começa a descobrir coisas do passado de Jason que a fez sentir um nó na garganta, e após isso, começa a ver o lorde com outros olhos.

Quando Victoria partiu para morar na Inglaterra, deixou seu grande amor Andrew, com quem tinha planos de casar. Mas infelizmente – ou felizmente, Andrew estava fora do país e não soube da notícia rapidamente, e como era no ano de 1815, o contato distante era feito apenas por cartas ou alguém para dar o recado.

Desamparada e iludida cada vez mais com a demora de Andrew procurá-la, Victoria recebe uma carta da mãe de Andrew, onde dizia que ele teria se casado com outra. Com isso, Victoria se vê desamparada e perdida no mundo, se afundando em sua própria tristeza.

Mas Jason Fielding estava ali para escutá-la e aconselhá-la. E, o que vem depois, ahhh, acho que não seria justo contar todos os detalhes, por isso, posso só continuar dizendo que, com certeza vale cada frase escrita no livro. Judith McNaught é uma grande escritora e entrou na minha lista dos preferidos.

E o final, bom, ainda tem algumas cenas emocionantes para as últimas paginas. 😉 

Frases do livro: 

“Acha que da próxima vez pode me beijar sem que eu peça?”

“Não me lembro de ter pedido a sua permissão, Victoria retrucou com arrogância.”

“Ele ergueu a cabeça devagar e, com as feições contorcidas pela dor, olhou através dela, como se ela fosse uma aparição.” 

844d4bf4-096d-41cd-973e-891aa7c96c293889e2d8-b8cf-44de-8efb-2f2f851748ec

 

A Garota Italiana

46286552Autora: Lucinda Riley
N° de páginas: 462

Sinopse: Lucinda Riley já vendeu mais de 7 milhões de livros no mundo. Uma inesquecível história de amor, traição, paixão, obsessão e música. Aos onze anos de idade, Rosanna Menici conhece o cantor Roberto Rossini, uma estrela em ascensão no mundo da ópera italiana – e o homem que mudaria sua vida para sempre. Incentivada – e apaixonada – por ele, Rosanna passa a se dedicar ao estudo do canto lírico, torna-se cantora profissional, e logo os dois se encontram nas salas de concerto mais famosas do mundo, dividindo não só o palco como também o mesmo destino. Com seu talento incomum para descrever ambientes e evocar sensações e sentimentos universais, Lucinda Riley nos leva a acompanhar a trajetória de Rosanna, desde os bairros pobres de Nápoles até os teatros mais glamourosos do planeta, trazendo à tona, com sua prosa inconfundível, as alegrias, tristezas, frustrações, decepções e redenções do amor.

Mais uma linda história da nossa querida e amada Lucinda Riley. Não posso dizer que é uma das minhas preferidas, mas com certeza a história é bela e vale cada segundo de leitura.

Com apenas 11 anos, Rosanna Menici se apaixona pelo charmoso Roberto Rossini. Mesmo tímida e um pouco excluída da família, Rosana escreve em seu diário que um dia se casaria com ele, mesmo não sendo a mais linda da casa, o que na época, era importante para uma garota. Vinda de uma família muito humilde, com a ajuda do irmão, Rosana começa a ter aulas de música para treinar sua voz, pois seu sonho era cantar em ópera. Depois de alguns anos, Rosana vai para Milão, onde estudaria em uma grande escola de música para aperfeiçoar ainda mais sua voz. Luca, seu irmão mais velho, é fundamental em sua vida, pois é ele que acompanha toda sua trajetória. Já em Milão, irmão e irmã, juntos, enfrentam a distância e aprendem com a distância da família. Certo dia, Rosana encontra novamente seu antigo amor, Roberto, e é a partir daí que as coisas mudam completamente.

Rosana se torna uma grande estrela da ópera, mas, sem perceber, vai desistir de muitas coisas em sua vida por causa da grande paixão.

No decorrer da história, percebemos o quanto Rosana mudou e o quanto Roberto é um idiota. O elegante e sedutor Rossini, que sempre teve a fama de namorador, vai ter a sua vida transformada também, mas sua vocação, porém, é difícil de ser mudada, o que vai trazer muitas mágoas em sua vida.

A irmã de Rosana, Carlota, guarda um grande segrego, que para proteger a irmã, resolve guardá-lo até seu último suspiro, literalmente. Rosana tem uma amiga chamada Abi, que eu achei o máximo, com quem vai se aproximar de Luca, porém, Abi tem paciência para entender o que o irmão de Rosana quer para o futuro. São anos de paixão, saudade, tristeza e fé, para que um dia eles fiquem juntos. Ahh, também não podemos esquecer do Stephen, o cara mais gente boa que ela conheceu e não soube dar valor.

Como disse no início, não é o meu livro preferido da escritora, mas com certeza é uma história que vale a pena ser lida.

Outros livros da escritora: A Irmã da Sombra – A irmã da tempestade – A Rosa da Meia-Noite – A Casa das Orquídeas – A Luz Através da Janela – As Sete Irmãs – A Garota do Penhasco

Frases do livro: 

Sentada em frente ao espelho enquanto a maquiadora a transformava na jovem japonese Cio-Cio-San, Rosana, aturdida, não conseguia pensar direito. Não estava nervosa nem animada; na verdade quase não sentia nada. Olhou para o grande buquê de rosas vermelhas à sua frente.

Roberto Rossini, amante experiente e mundano, acabara de ser indiscutivelmente seduzido. 

20170806_110304

 

A Menina Submersa

122631978_1GGAutora: Caitlín R. Kiernan
N° de páginas: 317

Uma resenha para avisar leitores sobre um livro que não recomendo de jeito nenhum! Li algumas resenhas falando que acharam incrível a história, confusa, mas muito legal e tal. Oi?! Não sei se sou a única, mas simplesmente odiei! Se você já leu o livro, compartilhe comigo o que achou.

Achei a história chata, confusa e mais chata ainda para ler. Pensei em desistir várias vezes, mas aí pensava “Ah, deve ficar legal…” #sqn. Pois é.

Bom, a escritora relata no livro a personagem principal, India Morgan Phelps, mais conhecida com Imp, que é esquizofrênica e decidiu escrever suas memórias, ou seja, o livro que estamos lendo é um livro feito pela personagem.

Filha e neta de mulheres que buscaram o suicídio como única alternativa, Imp explica que começou a escrever para tentar reconstruir seus pensamentos e lutar contra o que seria “a maldição da família Phelps”, além de buscar suas lembranças sobre a inusitada Eva Canning, sua relação com a namorada e consigo mesma, que evoca em muitos momentos a atmosfera de filmes como Azul é a Cor mais Quente (Palma de Ouro em Cannes, 2013) e Almas Gêmeas (1994), de Peter Jackson.

A própria Imp confessa que não sabe se o que ela está escrevendo é real ou ficção, interrompendo a si mesma os contos que escreveu, pedaços de poesia, descrições de quadros e referências a artistas reais e imaginários.

Para não dizer que não gostei de nada, me apaixonei pela impressão do livro. A capa é diferente, assim como algumas páginas que eu achei lindas.

 

A Irmã da Sombra

downloadN° de páginas: 500
Escritora: Lucinda Riley

Sinopse: Em A irmã da sombra, terceiro volume da série As Sete Irmãs, duas jovens igualmente determinadas, porém de séculos distintos, conectam-se por meio de diários que retratam uma vida intensa de superação, amor e perdão. Estrela D’Aplièse está numa encruzilhada após a repentina morte do pai, o misterioso bilionário Pa Salt. Antes de morrer, ele deixou a cada uma das seis filhas adotivas uma pista sobre suas origens, porém a jovem hesita em abrir mão da segurança da sua vida atual. Enigmática e introspectiva, ela sempre se apoiou na irmã Ceci, seguindo-a aonde quer que fosse. Agora as duas se estabelecem em Londres, mas, para Estrela, a nova residência não oferece o contato com a natureza nem a tranquilidade da casa de sua infância.  Insatisfeita, ela acaba cedendo à curiosidade e decide ir atrás da pista sobre seu nascimento. Nessa busca, uma livraria de obras raras se torna a porta de entrada para o mundo da literatura e sua conexão com Flora MacNichol, uma jovem inglesa que, cem anos antes, morou na bucólica região de Lake District e teve como grande inspiração a escritora Beatrix Potter. Cada vez mais encantada com a história de Flora, Estrela se identifica com aquela jornada de autoconhecimento e, pela primeira vez, está disposta a sair da sombra da irmã superprotetora e descobrir o amor.

Olá, leitores! A resenha de hoje é sobre a continuação da série ‘As sete irmãs’. O terceiro livro é a ‘Irmã da Sombra’, onde a frágil Estrela busca saber sobre seu passado. Assim como ‘A Irmã da Tempestade’, a personagem consegue desvendar de onde veio através de diários deixados pelos antepassados. (Para ler a resenha dos outros dois livros clique aqui e aqui – ‘As sete irmãs e A irmã da tempestade‘. 

É uma delícia poder ler as histórias da Lucinda Riley, pois viajamos ao passado de uma forma incrível, não querendo parar.

A personagem principal, que é uma das sete irmãs, a Estrela, sempre foi muito reservada, aceitando qualquer decisão de sua irmã, Ceci. Mas certo dia, cansada da mesmice, resolveu ir atrás da sua verdadeira história, para saber sobre sua mãe e por que foi deixada para adoção. Estrela resolve ir até uma livraria, pois na carta que Pa Salt deixou para ela, indicava o local. E, ao entrar ali, sua vida mudou completamente. Estrela não só descobriu sobre seu passado, como encontrou um novo amor.

O que eu sempre acho incrível nos livros da escritora é a forma que ela escreve, como consegue transportar a gente cem anos antes.

Uma personagem que faz parte da história é a Flora, uma garota guerreira que sempre se preocupou mais com sua irmã do que com ela mesma, até mesmo abrindo mão de um grande amor. E uma das partes que eu mais amei, foi quando aconteceu o reencontro de Flora com Archie.  O livro é lindo, vale cada segundo de leitura. 

Frases do livro:

Cultive não apenas o esplêndido jardim que criamos juntos, mas talvez o seu próprio, em outro lugar. E, mais do que tudo, cultive a si mesma. E siga sua própria estrela. Chegou a hora.

Mas com certeza a busca do amor é muitas vezes egoísta. Eu pensei… Eu tive a impressão de que você correspondia aos meus sentimentos.

É o fim de uma época, Srta.Flora. Depois de hoje, nada nunca mais será como antes para nenhum de nós.

20170507_143545