A Menina Submersa

122631978_1GGAutora: Caitlín R. Kiernan
N° de páginas: 317

Uma resenha para avisar leitores sobre um livro que não recomendo de jeito nenhum! Li algumas resenhas falando que acharam incrível a história, confusa, mas muito legal e tal. Oi?! Não sei se sou a única, mas simplesmente odiei! Se você já leu o livro, compartilhe comigo o que achou.

Achei a história chata, confusa e mais chata ainda para ler. Pensei em desistir várias vezes, mas aí pensava “Ah, deve ficar legal…” #sqn. Pois é.

Bom, a escritora relata no livro a personagem principal, India Morgan Phelps, mais conhecida com Imp, que é esquizofrênica e decidiu escrever suas memórias, ou seja, o livro que estamos lendo é um livro feito pela personagem.

Filha e neta de mulheres que buscaram o suicídio como única alternativa, Imp explica que começou a escrever para tentar reconstruir seus pensamentos e lutar contra o que seria “a maldição da família Phelps”, além de buscar suas lembranças sobre a inusitada Eva Canning, sua relação com a namorada e consigo mesma, que evoca em muitos momentos a atmosfera de filmes como Azul é a Cor mais Quente (Palma de Ouro em Cannes, 2013) e Almas Gêmeas (1994), de Peter Jackson.

A própria Imp confessa que não sabe se o que ela está escrevendo é real ou ficção, interrompendo a si mesma os contos que escreveu, pedaços de poesia, descrições de quadros e referências a artistas reais e imaginários.

Para não dizer que não gostei de nada, me apaixonei pela impressão do livro. A capa é diferente, assim como algumas páginas que eu achei lindas.

 

A Irmã da Sombra

downloadN° de páginas: 500
Escritora: Lucinda Riley

Sinopse: Em A irmã da sombra, terceiro volume da série As Sete Irmãs, duas jovens igualmente determinadas, porém de séculos distintos, conectam-se por meio de diários que retratam uma vida intensa de superação, amor e perdão. Estrela D’Aplièse está numa encruzilhada após a repentina morte do pai, o misterioso bilionário Pa Salt. Antes de morrer, ele deixou a cada uma das seis filhas adotivas uma pista sobre suas origens, porém a jovem hesita em abrir mão da segurança da sua vida atual. Enigmática e introspectiva, ela sempre se apoiou na irmã Ceci, seguindo-a aonde quer que fosse. Agora as duas se estabelecem em Londres, mas, para Estrela, a nova residência não oferece o contato com a natureza nem a tranquilidade da casa de sua infância.  Insatisfeita, ela acaba cedendo à curiosidade e decide ir atrás da pista sobre seu nascimento. Nessa busca, uma livraria de obras raras se torna a porta de entrada para o mundo da literatura e sua conexão com Flora MacNichol, uma jovem inglesa que, cem anos antes, morou na bucólica região de Lake District e teve como grande inspiração a escritora Beatrix Potter. Cada vez mais encantada com a história de Flora, Estrela se identifica com aquela jornada de autoconhecimento e, pela primeira vez, está disposta a sair da sombra da irmã superprotetora e descobrir o amor.

Olá, leitores! A resenha de hoje é sobre a continuação da série ‘As sete irmãs’. O terceiro livro é a ‘Irmã da Sombra’, onde a frágil Estrela busca saber sobre seu passado. Assim como ‘A Irmã da Tempestade’, a personagem consegue desvendar de onde veio através de diários deixados pelos antepassados. (Para ler a resenha dos outros dois livros clique aqui e aqui – ‘As sete irmãs e A irmã da tempestade‘. 

É uma delícia poder ler as histórias da Lucinda Riley, pois viajamos ao passado de uma forma incrível, não querendo parar.

A personagem principal, que é uma das sete irmãs, a Estrela, sempre foi muito reservada, aceitando qualquer decisão de sua irmã, Ceci. Mas certo dia, cansada da mesmice, resolveu ir atrás da sua verdadeira história, para saber sobre sua mãe e por que foi deixada para adoção. Estrela resolve ir até uma livraria, pois na carta que Pa Salt deixou para ela, indicava o local. E, ao entrar ali, sua vida mudou completamente. Estrela não só descobriu sobre seu passado, como encontrou um novo amor.

O que eu sempre acho incrível nos livros da escritora é a forma que ela escreve, como consegue transportar a gente cem anos antes.

Uma personagem que faz parte da história é a Flora, uma garota guerreira que sempre se preocupou mais com sua irmã do que com ela mesma, até mesmo abrindo mão de um grande amor. E uma das partes que eu mais amei, foi quando aconteceu o reencontro de Flora com Archie.  O livro é lindo, vale cada segundo de leitura. 

Frases do livro:

Cultive não apenas o esplêndido jardim que criamos juntos, mas talvez o seu próprio, em outro lugar. E, mais do que tudo, cultive a si mesma. E siga sua própria estrela. Chegou a hora.

Mas com certeza a busca do amor é muitas vezes egoísta. Eu pensei… Eu tive a impressão de que você correspondia aos meus sentimentos.

É o fim de uma época, Srta.Flora. Depois de hoje, nada nunca mais será como antes para nenhum de nós.

20170507_143545

Uma Carta de Amor

downloadN° de páginas: 277
Autor: Nicholas Sparks

Sinopse: Há três anos, a colunista Theresa Osborne se divorciou do marido após ter sido traída por ele. Desde então, não acredita no amor e não se envolveu seriamente com ninguém. Convencida pela chefe de que precisa de um tempo para si, resolve passar férias em Cape Cod. Durante a semana de folga, depois de terminar sua corrida matinal na praia, Theresa encontra uma garrafa arrolhada com uma folha de papel enrolada dentro. Ao abri-la, descobre uma mensagem que começa assim: “Minha adorada Catherine, sinto a sua falta, querida, como sempre, mas hoje está sendo especialmente difícil porque o oceano tem cantado para mim, e a canção é a da nossa vida juntos.” Comovida pelo texto apaixonado, Theresa decide encontrar seu misterioso autor, que assina apenas “Garrett”. Após uma incansável busca, durante a qual descobre novas cartas que mexem cada vez mais com seus sentimentos, Theresa vai procurá-lo em uma cidade litorânea da Carolina do Norte. Quando o conhece, ela descobre que há três anos Garrett chora por seu amor perdido, mas também percebe que ele pode estar pronto para se entregar a uma nova história. E, para sua própria surpresa, ela também. Unidos pelo acaso, Theresa e Garrett estão prestes a viver uma história comovente que reflete nossa profunda esperança de encontrar alguém e sermos felizes para sempre.

O que dizer de um livro que nos faz refletir sobre a vida, em que nunca devemos deixar para o amanhã, independente do que seja,  algo que gostaríamos de falar, fazer, sentir… ? Pois é, nosso querido e amado Nicholas Sparks, sempre nos trazendo histórias emocionantes.

A história é a seguinte. Depois de perder a esposa, Garrett se vê solitário, se isolando do mundo e pensando somente em sua amada Catherine, que morreu há três anos. Para ‘tentar’ aliviar a dor da saudade, Garrett escreve cartas, coloca em garrafas e as joga no mar. Certo dia a colunista Theresa encontra uma dessas cartas na areia e, ao ler, ela se emociona e decide conversar com sua chefe sobre a história. E, incentivada pela chefe e amiga, Theresa vai ao encontro de Garrett, mas, ele nem imagina que ela já sabe sobre as cartas.

Sem planejar se apaixonar, Theresa se envolve em um sentimento que há anos não sentia. Depois da separação, por causa da traição de seu ex-marido, ela, assim como Garrett, se isolava do mundo, sonhando com uma pessoa leal ao seu lado, e, finalmente, encontrou um homem que sempre sonhou.

Garrett é uma pessoa excepcional. Um homem romântico, educado e batalhador, mas tem medo em se envolver com outra mulher, porque na cabeça dele, estaria traindo sua amada  Catherine. 

Nicholas sempre nos surpreendendo. Não tem como não se envolver e se emocionar com os personagens, mas, querido escritor, poderia mudar o final? Pelo amor de Deus! Assim a gente não aguenta, é muita emoção para uma história só… ahahaha.

Os personagens são lindos e nos prendem literalmente para dentro das páginas. Muitas vezes fiquei com raiva da teimosa Theresa, porque, talvez, se o comportamento dela fosse diferente, muitas coisas poderiam ter mudado.

Bom, uma das cartas que mais me emocionou, foi a que Garrett escreveu para Theresa, Jesus Amado, como não chorar? Sério, não tem como, é simplesmente linda e emocionante, aí pergunto, por quê, Nicholas Sparks? Por que tanto sofrimento com seus personagens? Ahahaha, é por aí, tio Nicholas não tem dó dos seus amados e lindos leitores.

Enfim, só posso dizer que é um livro lindo e emocionante, vale a pena cada página de leitura.

Frases do livro

“Sei que de alguma forma cada passo que dei desde o momento que aprendi a andar foi um passo na sua direção. Fomos destinados a ficar juntos.”

“Seus sentimentos dizem muito sobre você (…) Você é o tipo de pessoa que ama para sempre.”.

“Minha adorada Catherine, sinto a sua falta, querida, como sempre, mas hoje está sendo especialmente difícil porque o oceano tem cantado para mim, e a canção é a da nossa vida juntos.”

20170408_15211320170408_153040

O menino da lista de Schindler

downloadEscritor: Leon Leyson
N° de páginas: 253

Sinopse: Um pequeno vilarejo, os irmãos, os amigos, as corridas nos campos, os banhos de rio: essa é a verdadeira história de Leon, a história de um mundo despedaçado pela invasão dos nazistas. Quando em 1939 o exército alemão ocupou a Polônia, Leon tinha apenas dez anos. Logo ele e sua família foram confinados no gueto de Cracóvia junto a milhões de outros judeus. Com um pouco de sorte e muita coragem, o menino conseguiu sobreviver ao inferno e foi contratado para trabalhar na fábrica de Oskar Schindler, o famoso empreendedor que conseguiu salvar mais de mil e duzentos judeus dos campos de concentração. Neste testemunho que ficou por tanto tempo inédito, Leon Leyson nos conta sua extraordinária história, na qual, graças à força de um menino, o impossível se tornou possível. O Menino da Lista de Schindler é um legado de esperança e um chamado para que todos nós nos recordemos daqueles que não tiveram a chance do amanhã.

Sabe, alguns livros realmente nos fazem refletir sobre a vida, e ‘O menino da lista de Schindler’ fez isso. Uma história real, explicando sobre Leon Leyson quando estava na guerra.

No início, pode parecer uma história monótona, sem muita ‘animação’. Porém, ao passar as páginas, nos deparamos por um sofrimento tão forte, que nos damos conta do quanto foi complicado viver naquela época.

Bom, o livro fala de quando Leon tinha apenas 10 anos, no ano de 1939, que foi quando o exército alemão invadiu a polônia. Sabemos que os judeus sofriam muito naquela época, e não foi diferente para Leon e sua família.

Após a invasão, ele e sua família foram confinados no gueto de Cracóvia junto a milhões de outros judeus. Leon foi um menino muito forte para a idade dele, afinal, conseguir viver em uma guerra, com apenas 10 anos, não é para qualquer um. Mas, com sua guarra e persistência, Leon conseguiu trabalhar na fábrica de Oskar Schindler, o famoso empreendedor que conseguiu salvar mais de mil e duzentos judeus dos campos de concentração, assim como seu pai e irmão.

Algumas partes fortes do livro falam sobre a rotina de Leon, como por exemplo quando ele não tinha o que comer, quando entrava em filas que não deveria, arriscando a sua vida, sua guarra em trabalhar em um lugar pesado, e mesmo assim, lutou e conseguiu.

Finalmente quando a guerra terminou, Leon conseguiu sobreviver e seguir a sua vida. O que não foi fácil, pois o trauma, a lembrança torturante de todos aqueles anos, eram inesquecíveis. Com o passar dos anos Leon se tornou pai, esposo, avô e um professor incrível.

Leon faleceu em 12 de janeiro de 2013, deixando um histórico extraordinário para todos aos seu redor. De acordo com relatos dos filhos e conhecidos, Leon foi um vencedor, um pai, maravilhoso, esposo incrível, um amigo e profissional excepcional.

Livro ótimo, vale a pena ler. 😉

Frases do livro:

– Várias semanas depois, sem qualquer motivo aparente, meu pai foi liberado da prisão.

– Os nazistas não tinham lhe tirado apenas a força – ainda que ele fosse encontrar uma grande reserva dela nos anos que vinha. 

– Ouvi um tiro e logo depois outro. Senti uma bala passar zunindo ao lado da minha orelha; ela perfurou o muro atrás de mim. 

20170310_223527

Nunca Jamais – parte 2

nunca-jamais-2Escritoras: Colleen Hoover e Tarryn Fisher
N° de páginas: 144

Sinopse:  A segunda parte do suspense romântico de tirar o fôlego Nunca Jamais. Um garoto abre os olhos e sequer se lembra que seu nome é Silas. O telefone toca… “Encontrou ela?”, pergunta a voz do outro lado da linha. Quem é ela? Quem sou eu? Charlie se vê presa em um lugar parecido com quartos de hospital (ou de um manicômio). Também não se lembra de nada, nem sequer do próprio rosto. O tempo passa e ninguém vem salvá-la. Ela precisa escapar por conta própria. Aos poucos, os dois descobrem que vêm perdendo a memória em períodos cíclicos. E também que se amam imensamente. Numa corrida para descobrir a razão dos apagões em suas memórias, Silas e Charlie acabam descobrindo muito mais sobre si e os mistérios que envolvem suas famílias. Mas muito em breve vão esquecer tudo de novo. E precisam estar juntos para evitar o pior. 

Oi, gente, como estão? Hoje trago a resenha da continuação do livro Nunca Jamais. Posso dizer que é viciante! A resenha do primeiro livro está aqui >> (Nunca Jamais).

PS: se você ainda não leu o primeiro livro, recomendo não ler a resenha abaixo, pois falarei fatos que aconteceram e podem estragar o seu suspense, ok? Beijos. ♥ ♥

Bom, o primeiro livro acaba com Silas para um lado e Charlie para outroDe fato, o que a carta dizia sobre o esquecimento dos dois, realmente aconteceu. Depois de algumas horas, o casal volta na estaca zero, se perguntando quem são, aonde estão, por que não estão se lembrando de nada.

Bom, Antes de Silas saber que em poucos minutos esqueceria sua memória novamente, escreveu os fatos que aconteceram em papéis que estavam em seu carro. Quando acordou, viu aquela papelada e começou a ler. Claro, sem entender nada. Mas, aos poucos, mesmo confuso, se deu conta o que estava acontecendo.

Mas agora, a missão é procurar a sua amada Charlie que desapareceu. Porém, ele não sabe nada, nem ao menos sabe como é o rosto dela. Depois de ir novamente à casa de Charlie para tentar encontrar qualquer pista, acaba encontrando um diário e várias cartas, e são nessas cartas que ele descobre sobre seu passado (o que eu achei incrível, assim sabemos como era o comportamento dos dois e muitas coisas que levaram ao pai de Charlie para a prisão.

E, sabe o nome ‘Nunca Jamais’?, pois é, vamos saber qual é o significado. Descobrimos também qual foi o motivo da família de Charlie ter ficado pobre.

Bom, o resumo do livro é Silas encontrar Charlie e entender sobre o passado dos dois, o que é genial! E o final, ahhhh, o final é fofinho. Não posso dizer se descobrimos o motivo da perda da memórias deles, mas se você já leu o livro, ficarei feliz em poder discutir sobre o assunto. 

Agora é esperar o livro 3, que dizem que será lançado no Brasil no fim deste mês.

Até a próxima resenha, beijos. 

Frases do livro:

‘Se você não sabe por que está lendo isso, então você esqueceu de tudo’

‘Vocês não reconhecem ninguém, nem mesmo a si mesmos. Por favor, não entre em pânico, e leia esta carta na íntegra’ 

‘Nunca se esqueça que eu sempre fui o seu primeiro beijo. Nunca se esqueça de que você vai ser a minha última. E nunca deixe de me amar entre todos eles. Nunca pare, Charlie. Nunca se esqueça’

 

Nunca Jamais

downloadEscritoras: Colleen Hoover e Tarryn Fisher
N° de páginas: 190

Sinopse: Charlize Wynwood e Silas Nash são melhores amigos desde pequenos. Mas, agora, são completos estranhos. O primeiro beijo, a primeira briga, o momento em que se apaixonaram… Toda recordação desapareceu. E nenhum dos 2 tem ideia do que aconteceu e em quem podem confiar. Charlize e Silas precisam trabalhar juntos para descobrir a verdade sobre o que aconteceu com eles e o porquê. Mas, quanto mais eles aprendem sobre quem eram, mais questionam o motivo pelo qual se juntaram no passado.

Olá, galera, como estão? A resenha de hoje é de um livro que me prendeu demais! Quando tive interesse em ler ‘Nunca Jamais’, não sabia que tinha continuação… só fiquei sabendo na última página… o que me deixou ainda mais curiosa.

Bom, neste livro, Charlize Wynwood e Silas Nash têm uma história de anos, que começou com uma amizade e depois com um romance. Porém, o mistério, é que os dois não se lembram de nada, absolutamente nada! O que é muito estranho, não é? Quando eles descobriram isso, começaram a pesquisar do por que a perda de memória, e, é aí, que não dá vontade de parar de ler, para saber o que aconteceu com os dois.

No decorrer das páginas, vamos descobrindo a ligação entre os dois, como cada um vive, como é a relação com a família de cada um. Algumas cartas vão revelando detalhes, e aos poucos, eles vão se conhecendo mais. E no final, bom, não vou dizer se eles descobriram o motivo ou não da causa do esquecimento. Até porque tem continuação… ahaha. Mas posso dizer que o fim é surpreendente, revelando algo que eles não sabiam, até então.

Eu amei os personagens. Silas é um bom rapaz e odiou saber de algumas coisas que ele fazia antes de esquecer a memória. A situação de Charlie não é diferente, ao descobrir o seu comportamento de antes, ficou chocada e se perguntando como poderia agir assim. O mistério do livro nos leva em uma viagem maravilhosa. Por ter poucas páginas, terminamos a leitura rapidinho e prontos para o próximo livro.

Agora, a curiosidade é saber o que vai acontecer nos próximos capítulos. Ahhh, Nunca Jamais é uma trilogia. O segundo livro já foi lançado, porém, o terceiro, segundo informações, deve chegar no Brasil no final deste mês de fevereiro. #ansiosa. Beijinhos, galera!

Frases do livro:

Encontro exatamente o que estava procurando, e, por mais que eu tente ficar sério, não consigo conter o sorriso. Sei que é um sorriso convencido e provavelmente não deveria olhar desse jeito para ela, mas não consigo me conter. 

Não deixo de notar sua falta de carinho, mas, por alguma razão inexplicável, a mensagem me faz sorrir mesmo assim. Típico de Charlie. 

Olho ao redor para ver quem está nos observando enquanto ele se aproxima. Seu olho ainda parece um pouco machucado no local em que lhe dei um soco. Gosto disso. 

Posso não ter qualquer tipo de lembrança agora, mas estou aprendendo que sou muito bom em fingir. Bom demais, talvez.

20170216_160003

A irmã da tempestade

9788580416053Autora: Lucinda Riley
N° de páginas: 521

Sinopse: Em A irmã da tempestade, segundo volume da série As Sete Irmãs, as vidas de duas grandes mulheres separadas por gerações se entrelaçam numa história sobre amor, ambição, família, perda e o incrível poder de se reinventar quando o destino destrói todas as suas certezas. Ally D’Aplièse é uma grande velejadora e está se preparando para uma importante regata, mas a notícia da morte do pai faz com que ela abandone seus planos e volte para casa, para se reunir com as cinco irmãs. Lá, elas descobrem que Pa Salt – como era carinhosamente chamado pelas filhas adotivas – deixou, para cada uma delas, uma pista sobre suas verdadeiras origens. Apesar do choque, Ally encontra apoio em um grande amor. Porém mais uma vez seu mundo vira de cabeça para baixo, então ela decide seguir as pistas deixadas por Pa Salt e ir em busca do próprio passado. Nessa jornada, ela chega à Noruega, onde descobre que sua história está ligada à da jovem cantora Anna Landvik, que viveu há mais de cem anos e participou da estreia de uma das obras mais famosas do grande compositor Edvard Grieg. E, à medida que mergulha na vida de Anna, Ally começa a se perguntar quem realmente era seu pai adotivo.

Olá, leitores, como estão? Hoje a resenha é sobre a continuação do livro ‘As Sete Irmãs’A Irmã da Tempestade, escrito pela incrível Lucinda Riley. Para quem quiser saber um pouco mais sobre o primeiro livro, clique AQUI.

Depois que descobrimos os mistérios que Maia, a primeira filha adotiva, encontrou no Rio de Janeiro sobre seu passado, agora é a vez de Ally ir em busca, para conhecer a sua história.

Para quem ainda não conhece, os livros falam sobre as seis irmãs, que foram adotadas pelo querido Pa Salt. E a triste notícia pegou todas elas de surpresa ao saber que o pai adotivo morreu. E como herança, ele deixou uma carta para cada uma, com pistas, explicando sobre os seus nascimentos. Se elas quisessem, poderiam seguir as coordenadas das cartas, mas se não, poderiam ignorar. Porém, até agora, não é o que Maia e Ally fizeram, as duas resolveram seguir e conferir de pertinho suas histórias. 

Ally D’Aplièse é uma grande velejadora e está se preparando para uma importante regata (competição de barcos), mas a notícia da morte do pai faz com que ela abandone seus planos e volte para casa, para se reunir com as cinco irmãs.

Claro que com a morte de Pa Salt, Ally ficou arrasada, não é por menos, perder um pai tão querido não é fácil, mas quando a vida parece ter desmoronado, ela conhece Theo, seu grande amor.

Theo também era um velejador, e tudo estava indo tão bem, se não fosse o destino separando os dois, o que deixou Ally sem rumo. Ao perder as duas pessoas mais importantes de sua vida, ela fica desamparada. Sem saber o que fazer para tirar os pensamentos torturantes, Ally decide então seguir as pistas deixadas por Pa Salt e ir em busca do próprio passado.

E as pistas levam ela direto à Noruega, onde descobre que sua história está ligada à da jovem cantora Anna Landvik, que participou da estreia de uma das obras mais famosas do grande compositor Edvard Grieg. E, à medida que mergulha na vida de Anna, Ally começa a se perguntar quem realmente era seu pai adotivo. E é aí que não dá mais vontade de parar de ler. O passado, a história que a jovem cantora Anna Landvik passou, como ela cresceu, como foi a vida dela e qual a ligação entre as duas, é simplesmente genial.

Amo a forma que a escritora trabalha, sempre nos levando ao passado, com uma forma brilhante.

O livro tem muitas surpresas, quando pensamos que está tudo desvendado, vem algo novo, e é aí que paramos, suspiramos e dizemos que valeu cada segundo de leitura.

Frases do livro

– Só se vive uma vez, não é, Ma? – disse ela, radiante de felicidade, e pensei que nunca tinha visto minha irmã mais bonita.

– Meu amor, eu a manterei segura. Mesmo que tenha que levá-la de volta para Noruega para isso, nada de mau vai acontecer a você. – Ele a segurou-lhe a mãe e afastou uma mecha de cabelos pretos brilhantes de seu rosto ansioso.
– Promete?
Pip beijou-lhe a testa com carinho.
– Prometo.

a9788dba-a500-472d-98d5-16a74947576f

dscn8693