Will & Will – Um nome, um destino

Will & Will - Um nome, um destino Autor: John Green, David Levithan
Nº de páginas: 348

Mês passado estive passeando no Paraná, passei por Foz do Iguaçu e fui até o shopping de lá, encontrei uma livraria enorme e linda! Fiquei boba com tantos livros, e no meio de tantos, achei esse: Will & Will – Um nome, um destino, na verdade, a capa não chamou a minha atenção, nem o nome, mas, o autor sim. John Green, o meu querido e favorito Green. Mas, essa alegria toda, acabou quando cheguei quase na metade do livro, achei ele um pouco confuso, até entender aonde o autor estava querendo chegar. Acho que ele deveria ser um pouco mais específico, deixar a gente compreender mais o que ele queria passar. E confesso, que de todos, esse foi o que eu menos gostei. Fico triste, porque realmente, gosto tanto dos livros dele. Claro que no livro teve várias partes que ri sozinha – como de costume do Green, colocar palavreados e frases que nos façam dar risadas extremas. Mas, não foi o suficiente, acho que faltou uma pitada de… emoção, imaginação, ou sei lá mais o quê. 

 

Mas, vamos para o resumo do livro!

Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra… Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.

Will e Will é um livro narrado em primeira pessoa, pelos dois Will Grayson, sendo alternado um capítulo para cada um, onde cada um fala sobre o seu dia a dia (para que vocês entendam e não fiquei perdidos igual a mim).
A principio, o primeiro Will Grayson faz um resumo de sua vida pacata e de seus poucos amigos, que na verdade, se resume ao total de um amigo, Tiny Cooper, que faz pouco tempo assumiu ser gay – Tiny é muito fofo! Tenho certeza que vão gostar dele, o garoto corpulento, atleta do time da escola e gay, um menino fabuloso, que sempre faz tudo para que todos a sua volta estejam felizes. Tiny, é a vida do livro, é o riso e o colorido, é o drama e a força. Tiny é Tiny e é fabuloso.  Depois Jane também entra nessa história maluca – autoritária e cheia de graça. 
Will só é uma pessoa diferente quando está conversando com Isaac, seu amigo virtual pelo qual ele se vê apaixonado e correspondido. Isaac é seguro e de certa forma é uma luz no fim do túnel para Will, mas, ele é apenas um amigo virtual, e Will precisa que ele seja real, que ele esteja a seu lado, o que não quer dizer que realmente será algo bom para ele. Pois é, Isaac, Isaac… é nessa hora que vocês vão ter uma surpresa!
 
Gostaria de mais opiniões sobre o livro, ou será que fui só eu que não gostei? O que você achou?
 
Frases do livro
 
“sigo pro computador e é como se eu me transformasse em uma garotinha que vê seu primeiro arco-íris.”
 
“vivo constantemente dividido entre me matar e matar todos à minha volta.”
 
“A verdade pura e simples.
Raramente é pura e nunca simples de fato.
O que um garoto pode fazer
Quando mentira e verdade são ambas pecado?
– Oscar Wilde (musical de Tiny Cooper).”
 
“– Quem é você?

Eu me levanto e respondo.
–Hã, eu sou Will Grayson.
– W-I-L-L G-R-A-Y-S-O-N? – pergunta soletrando impossivelmente rápido.
– Hã, sim – digo – Por que a pergunta?
O garoto me olha por um segundo, a cabeça inclinada como se pensasse que eu poderia estar passando um trote nele. Então finalmente diz:
– Porque eu também sou Will Grayson.”
 
20140806_132921
 

 
 
 
 
Até a próxima!
Anúncios

12 comentários sobre “Will & Will – Um nome, um destino

  1. Esse foi o livro que eu menos gostei, mas achei muito boa a escrita por parte do David Levithan. 🙂
    Tiny é apaixonante mesmo, ele que da ritmo ao livro com seu jeito super único de ser.
    É primeiro romance gay que leio e posso dizer que fiquei satisfeita com a história.
    Beijinhos!

    • Tenho a mesma opinião que a sua Dani, acho que David Levithan conseguiu explorar mais a história e dar mais cor nas páginas. E é o meu primeiro romance gay também, mas mesmo assim, achei que ficou faltando um pouco de… alegria, sei lá, é que estou acostumada com os outros livros dele – só isso. Beijão!

    • Então, é uma pena, mas, esse livro não ficou na minha lista dos favoritos, achei um pouco confuso :/ . A história é bacana e tudo, legal do autor trazer o lado gay para a nossa realidade, mas ele explorou de uma forma um pouco complicada para entender – no começo do livro. Gostei, mas não me apaixonei, ahaha. Beijos!

      • Hhahha, que pena! Eu tinha um primo gay, e achei legal demais ele ter abordado esse assunto… Não achei tão confuso assim… gostei muito!! Já que gostamos de assuntos polêmicos… Recomendo que leia ”Extraordinário”, como o nome, o livro é EXTRAORDINÁRIO, hahaha… Bom demais!!!!!! É da R.J. Palácio.

      • Nada contra os gays, muito pelo contrário, eles são uns queridos! Tenho um amigão que é, então, não por isso. Quando terminei, mandei um whats pra ele com a foto do livro, e disse que ele iria gostar, haha. É pela história mesmo, acho que faltou um pouco mais de emoção, sei lá.
        Vou anotar esse livro e vou comprar, muito obrigada pela dica! Beijão. :*

    • Olá Bruna, na verdade, não fique tão empolgada assim com o livro, tipo, esperando uma história igual aos outros livos dele. o Will & Will foi o que eu menos gostei de todos os livros que eu li do Jhon, mas, mesmo assim, é bom, ahaha! Beijão. :*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s